fone 51 3028 1020 | 51 3028 1828
51 3325 3060 | 51 3012 8866
51 996 175 061
e-mail iad@iadrs.com.br
iaD - Instituto do Aparelho Digestivo
Curtir Curtir página inicialVoltar à home  
Av. Cristóvão Colombo, 3060
CEP 90560 002 - Porto Alegre - RS
Estacionamento Conveniado
Estacionamento Conveniado
localização
   
Endoscopia IAD
IAD Endoscopia IAD

Endoscopia Digestiva Alta- É um procedimento que permite ao médico endoscopista examinar diretamente a porção superior do Aparelho Digestivo, isto é, o esôfago, o estômago e parte do intestino.

É um exame realizado sob sedação e capaz de diagnosticar a maior parte das alterações encontradas nestes órgãos.

As razões mais comuns para realizar uma endoscopia são:

  1. Dor ou desconforto no abdômen;
  2. Queimação do peito ou azia;
  3. Enjôo ou vômitos persistentes;
  4. Anemia ou manifestações de sangramento digestivo com vômitos com sangue ou escuros (tipo borra-de-café), evacuação com fezes pretas e mal-cheirosas ou com sangue vivo.
  5. Dificuldade para engolir
  6. Remoção de objetos deglutidos (corpos estranhos)
  7. Esclarecimento de achados anormais ao Raio X, Tomografias e Ressonância Magnética;
  8. Revisão da cicatrização de lesões prévias ou após a remoção de pólipos ou tumores.

Preparação para o exame:
É necessário o jejum completo por 8 horas antes do procedimento, inclusive de líquidos. Isto permitirá ao endoscopista visualizar todo o revestimento dos órgãos internos examinados. Como é realizada uma sedação, sendo injetada medicações através da veia, será necessária a presença de um amigo ou familiar que fique responsável pela saída do IAD e de levá-lo para casa. As medicações utilizadas para esta sedação causam alterações temporárias nos seus reflexos, julgamentos, interferindo na capacidade de dirigir e na tomada de decisões (similar aos efeitos das bebidas alcoólicas).

O que esperar durante a endoscopia:

  • Antes do exame, o seu histórico médico e cirúrgico, inclusive os medicamentos usados, são registrados pela equipe técnica do Setor. Serão dadas todas as explicações necessárias quanto aos riscos, benefícios e alternativas ao procedimento e após deverá ser assinado um documento chamado Termo de Esclarecimento (Consentimento Informado).
  • Antes, durante e após a endoscopia os sinais vitais (pressão arterial, freqüência cardíaca e nível de oxigênio no sangue) serão monitorados e registrados. Esta monitoração não é invasiva, nem causa desconforto. Eventualmente, oxigênio poderá ser administrado por um pequeno tubo plástico junto as narinas, fixado atrás da orelhas (como um óculos). Algumas vezes, um tubo fino (chamado de cateter) pode ser colocado em uma das narinas para dar uma quantidade maior de oxigênio.
  • A endoscopia geralmente dura de 10 a 20 minutos.
  • Você deitará em uma maca e se posicionará de lado, deitado sobre o ombro esquerdo.
  • Um bocal plástico é colocado para a proteção de seus dentes e do aparelho. Por razões de segurança, será retirada a prótese dentária, se houver.
  • Você tomará um copinho com Dimeticona (pra tirar as bolhas de ar do estômago e após se borrifará na garganta um anestésico local (xilocaína spray 2%).
  • Por um acesso intra-venoso (inserindo-se uma agulha em uma veia da mão ou do braço) se injetará a combinação de um sedativo ( que ajuda a relaxar) e um narcótico (para prevenir desconfortos). Isto fará com que você durma por alguns minutos, momento em que se iniciará o exame, introduzindo-se o endoscópio pela boca.
  • O endoscopista poderá colher pequenas amostras do revestimento dos órgãos examinados através do próprio aparelho, o que é chamado de biópsia e que é indolor. Ou ainda poderá realizar tratamentos específicos, como dilatações, remoção de pólipos e tratar sangramentos, dependendo do que for identificado no exame.
  • Para uma visualização adequada e minuciosa de todos os segmentos examinados será introduzido ar pelo aparelho e que será aspirado quase totalmente ao final do exame. Entretanto, você poderá ter discreto desconforto pelo ar, que aliviará com a sua eliminação (eructação).
  • Após a endoscopia você repousará por cerca de 30 minutos e então será liberado para ir para casa, junto com familiar ou responsável. Você poderá notar cansaço, dificuldade de concentração e diminuição dos reflexos, não sendo recomendado o retorno ao trabalho.

Complicações da Endoscopia:
Felizmente são situações incomuns.

  1. Podem ocorrer reações aos medicamentos usados na sedação, com dificuldade da respiração espontânea durante ou após procedimento, o que é contornado com uso de oxigênio ou medicamentos  que revertem o efeito sedativo.
  2. Sangramentos decorrentes de biópsia ou pela remoção de pólipos, que, em geral são auto-limitados ou facilmente controlados.
  3. Aspiração de alimentos ou líquidos para o pulmão, geralmente em pacientes que não fizeram o jejum recomendado para o exame.
  4. Irritação no local de punção da veia.

Sinais de Alerta:
Entrar em contato imediatamente com seu médico ou com o Hospital se,  após o exame, você notar:

  1. dor abdominal severa;
  2. abdômen firmemente distendido;
  3. vômitos
  4. Febre
  5. Dificuldade para engolir ou muita dor na garganta;

- Será entregue um Laudo, redigido pelo médico, com registro fotográfico dos achados. No caso de colheita de material por biópsia, o resultado será entregue à você ou ao seu médico em 3 dias úteis.

voltar ao topo voltar ao topo