fone 51 3028 1020 | 51 3028 1828
51 3325 3060 | 51 3012 8866
51 996 175 061
e-mail iad@iadrs.com.br
iaD - Instituto do Aparelho Digestivo
Curtir Curtir página inicialVoltar à home  
Av. Cristóvão Colombo, 3060
CEP 90560 002 - Porto Alegre - RS
Estacionamento Conveniado
Estacionamento Conveniado
localização
   
Tratamento da Obesidade IAD
IAD Unidade de Tratamento da Obesidade IAD

Unidade responsável pela avaliação e tratamento de pacientes com Sobrepeso e Obesidade, com ampla assistência ao paciente, avaliando de forma multidisciplinar todos os aspectos relativos a condição clínica, nutricional, física e psíquica.  Oferece desde terapias menos invasivas, como o Balão Intra-Gástrico, até a Cirurgia Bariátrica.

Balão Intragástrico (BIB™) no Tratamento da Obesidade

O que é o BIB e como ele funciona?
O BIB é uma alternativa técnica temporária e reversível para tratamento da obesidade, que consiste na colocação de um balão inflável de silicone dentro do estômago por endoscopia, O procedimento é ambulatorial, sem internação, com o paciente sedado sob os cuidados do anestesista.

A colocação do balão é obrigatoriamente precedida de endoscopia gástrica para avaliar a ausência de patologias que contra indiquem a colocação do BIB como: hérnia hiatal grande, úlcera gástrica, doença grave do refluxo, gastrite erosiva importante, entre outras. Estas doenças devem ser tratadas antes da colocação do balão.

O balão é posicionado no fundo do estômago sob visão endoscópica e então inflado com cerca de 500 a 700ml de soro fisiológico corado com azul de metileno, O procedimento tem duração média de 20 a 30 minutos, e recuperação total com alta em no máximo 2 horas.

Balão Intragástrico BIB - iaDO objetivo é a redução da capacidade do volume do estômago, e como conseqüência a menor ingestão de alimentos. O tempo de permanência máxima do BIB é de 6 meses (tempo de garantia do fabricante).

A retirada do balão é também realizada através de endoscopia após o esvaziamento do mesmo, seguindo os mesmos passos da colocação.

O balão inflado dentro do estômago estimula receptores do fundo gástrico que sinalizam para o sistema nervoso central (cérebro) provocando uma sensação de saciedade precoce. O espaço ocupado pelo balão gástrico também age na diminuição da capacidade do reservatório gástrico. Estes dois mecanismos de ação levam a redução do volume de alimentos ingeridos e a conseqüente diminuição do aporte calórico ocasionando a perda de peso e redução da obesidade.

Qual a indicação do Balão Intragástrico?
Vários pacientes podem ser candidatos para colocação do BIB:

  • Pacientes obesos com IMC* (Índice de Massa Corporal*) abaixo de 35 que não respondem a  tratamento clínico repetido;
  • Pacientes obesos com IMC* maior que 35 sem condições de serem submetidos à cirurgia de obesidade por contra-indicação médica
  • Pacientes obesos que não querem se submeter a um procedimento cirúrgico.

* O IMC é obtido pela relação do peso, medido em quilos, e a altura elevada ao quadrado, medida em metros. A fórmula de cálculo é a seguinte:
  IMC =
PESO (kg)
ALTURA (m)²
 

Utiliza-se este índice como referência ponderal, e classifica-se o paciente de acordo com a tabela abaixo:

IMC Classificação
Menor de 18 kg/m² Déficit de peso
De 18 a 25 kg/m² Normal
De 25 a 30 kg/m² Sobrepeso
De 30 a 35 kg/m² Obesidade Leve
De 35 a 40 kg/m² Obesidade Moderada
Acima de 40 kg/m² Obesidade Grave

Quais são os riscos do Balão Intragástrico?
Os riscos são mínimos e similares a realização de uma endoscopia digestiva alta. Mesmo assim como qualquer procedimento médico deve ser acompanhado de alguns cuidados como: avaliação clínica para descartar doenças pré-existentes; anestesista, endoscopista e cirurgião habilitados ao procedimento; material e ambiente adequados ao procedimento; jejum de 8h antes da colocação; paciente acompanhado de familiar ou responsável; avaliação e orientação dietética prévia da nutricionista; paciente motivado e orientado.

Quais são os cuidados após a colocação do Balão Intragástrico?
O paciente passará por um período de adaptação. Nas primeiras horas após a colocação do balão gástrico, algumas pessoas apresentam náuseas, vômitos, sensação de peso, e até cólicas que causam desconforto. Estes sintomas aliviam com a administração de medicamentos específicos e devem cessar em 2 ou 3 dias.
O controle médico e principalmente o seguimento com a nutricionista nas primeiras semanas é fundamental para o sucesso do tratamento.

Não existe magia para a perda de peso é fundamental o engajamento e a colaboração do paciente durante o tratamento. A redução do volume e da quantidade de calorias na dieta diária resultará na perda de peso. Outra grande vantagem referida pelos pacientes é a ausência da sensação de fome, apesar da dieta reduzida, o que diminui o sofrimento e facilita a adesão e o sucesso do método. Este é o principal estímulo para o paciente mudar o hábito alimentar. É nesta reeducação alimentar que se baseia todo o tratamento com o balão intragástrico.
O resultado será muito melhor quando o paciente associar algum tipo de atividade física após o primeiro mês de tratamento.

Durante o tempo de permanência do balão no estômago o paciente deve observar a cor da urina. Se a urinar ficar azulada, comunique o seu médico, pois pode estar ocorrendo vazamento ou perfuração do balão. Por este motivo é colocado um corante no soro que está preenchendo o BIB. Esta situação é extremamente rara e pode ser facilmente diagnosticada e resolvida com a troca do balão, que tem garantia do fabricante.

Qual o tempo de tratamento e como é retirado o BIB?
O tempo médio recomendado é de 6 meses, quando o balão deve ser retirado por endoscopia de maneira muito semelhante a colocação. O BIB é esvaziado e retirado com o endoscópio.

O paciente deve estar consciente que o BIB é um método muito efetivo, de baixo risco e reversível.

Quais os resultados do BIB?
Os resultados variam conforme o comportamento e adesão do paciente. No curto prazo a perda ponderal é de 20 a 60% do excesso de peso. Os resultados no longo prazo dependem totalmente da decisão e persistência do paciente de mudar hábitos de vida. Os resultados com adolescentes são muito animadores, e superiores aos adultos.

Após a retirada do balão o paciente deve seguir com cuidados nutricionais acompanhado pela equipe multidisciplinar e sempre que possível manter atividade física, para evitar a recidiva da obesidade.

A técnica de colocação do Balão Intragástrico:
O paciente é sedado e os passos são semelhantes ao procedimento de uma endoscopia digestiva. O anestesista monitoriza a função cardíaca e respiratória, para seu conforto e segurança durante o procedimento da colocação do balão gástrico pelo endoscopista acompanhado pelo cirurgião responsável.

O BIB antes de ser colocado. BIB
Introduzido por via oral... BIB
...até atingir a posição ideal... BIB
...é insuflado com soro corado de azul... BIB
...faz-se a retirada da sonda sob visão endoscópica... BIB
...e o balão fica posicionado no fundo gástrico. BIB
O BIB localizado no estômago BIB

Fonte de Pesquisa:
SALLET, José Afonso; Gastroplastia endoscópica para o tratamento da obesidade. SP: Caminho Editorial, 2001.

 

Tratamentos da Unidade

voltar ao topo voltar ao topo